Todo programador deveria estar escrevendo jogos

Encomendei um livro chamado A theory of fun for game design de Raph Koster. Apesar do que possa parecer, eu não pretendo escrever jogos de computador num futuro próximo. Pelo menos não no sentido comum da palavra “jogo”. Então porque diabos eu iria querer ler um livro desses?

A resposta está estampada no título do livro: uma teoria da diversão. Este é um livro que tenta explicar, a partir do entendimento da diversão em si, o que torna alguns jogos divertidos enquanto outros são chatos. Ele tenta decifrar o que torna as coisas divertidas. E praticamente qualquer coisa pode ser divertida, não só jogos. Acontece que o objetivo final dos jogos é quase que exclusivamente a diversão. As pessoas jogam e brincam para se divertir. Bons jogos podem fazer mais do que isso, como exercitar habilidades sociais e ensinar novas idéias. Mas na maioria das vezes o que você quer fazer quando procura um jogo é simplesmente se divertir.

Para outros tipos de programas de computador a diversão não é o objetivo principal. Algumas vezes nem de longe. Mas diversão pode ser uma característica bastante atraente em muitas outras aplicações. Jogos precisam ser envolventes e divertidos se quiserem sobreviver. Se quiserem ser jogados. Se quiserem ser usados. É neste sentido que todo programador deveria escrever jogos. Não é porque uma aplicação não é vista prioritariamente como um jogo que ela não deva ser divertida, que seus autores não precisam se preocupar em entreter quem vai usá-la.

Vamos tomar o Stackoverflow como exemplo. Ele é um site de perguntas e respostas sobre problemas de programação. À primeira vista isso não se parece nada com um jogo, mas o sistema foi propositalmente concebido como um. Alguns aspectos foram inspirados especificamente no sistema de façanhas do Xbox 360 (ou como quer que os jogadores de Xbox traduzam “achievement”). Os pontos de reputação que você recebe como prêmio pela participação no site também são um aspecto que dá um ar de jogo à experiência e estimula uma competição saudável. Por causa dessa recompensa (que, por sinal, não passa de um direito de se gabar) mais perguntas são respondidas e com melhor qualidade. O aspecto de jogo ajuda o sistema, e a comunidade como um todo, a atingir a sua meta.

Aplicações divertidas são usadas com mais freqüência e dedicação. No fim das contas o trabalho do usuário acaba saindo melhor se ele se divertir no processo. Como diria a Kathy Sierra, ajudar seus usuários a arrasar deveria ser sempre seu objetivo, não?

Então quando estiver projetando alguma aplicação, talvez faça sentido pensar em como tornar a experiência mais divertida. Talvez você possa até incorporar recursos normalmente encontrados em jogos de computador para ajudar seus usuários a tirarem mais proveito da experiência. Talvez seja você possa pensar no sistema todo como um jogo.

7 Responses to “Todo programador deveria estar escrevendo jogos”


  1. 1 Tiago Fernandez

    Muito bem observado. Em geral os desenvolvedores se preocupam apenas em fazer a sua parte e entregar o software funcionando, quando que deveria haver uma preocupação adicional na criação de algo que estimule os usuários a interagir com o sistema e manter uma comunidade ao redor dele.

  2. 2 Thiago Silva

    me lembra uma frase atribuida a Marshall Mcluhan:

    “Anyone who tries to make a distinction between education and entertainment doesn’t know the first thing about either”

    []‘s xará

  3. 3 Rafael F P Viana

    Análise interessante, realmente uma boa dica para escrever aplicações de sucesso.

    Obrigado por compartilhar.

  4. 4 Filipe Silvestrim

    Olá, Thiago!

    Muito bom o teu ponto de vista. Como desenvolvedor de jogos e já tendo lido o livro, posso lhe dizer uma coisa a respeito do seu post: está totalmente correto, pois o livro a theory of fun é baseado na estratégia de fazer com que peças interativas, sejam elas do mundo real ou digital, possam ser concebidas e implementadas visando driblar possíveis problemas relacionados ao fluxo de trabalho – seja ele ligado a um âmbito de jogos ou não.

    Então, aproveite que o livro é muito bom de ser lido! Devorei o meu quando chegou.

  1. 1 Thiago Arrais (arrais) 's status on Tuesday, 27-Oct-09 12:27:19 UTC - Identi.ca
  2. 2 Tweets that mention Todo programador deveria estar escrevendo jogos at Mergulhando no Caos -- Topsy.com
  3. 3 uberVU - social comments
Comments are currently closed.